Anotações sobre o #digitalks Florianópolis - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Anotações sobre o #digitalks Florianópolis

O auditório do Hotel Majestic, em Florianópolis, lotou ontem, durante todo o dia, para a edição 2011 do Digitalks, evento que reúne especialistas para apresentar novidades e apontar rumos para o marketing digital no Brasil e no mundo. Estive lá e a primeira boa notícia que ouvi veio da organização do evento: o número de inscritos surpreendeu e obrigou a abertura de mais espaço no Majestic, o que mostra um interesse maior no assunto e, mais do que isso, mais empresas e profissionais atuando ou querendo atuar no segmento digital - o que é ótimo para quem já trabalha na área (meu caso) porque abre novas frentes no mercado.

Publico abaixo algumas anotações e observações durante as palestras. Vamos ampliar o debate? Deixe seu comentário.

- Comércio eletrônico: brasileiros ainda têm muito medo em comprar pela internet, mas isso está mudando. O principal medo é fornecer dados de cartão de crédito. Uma solução para converter o medo em fidelização é surpreender o cliente com uma experiência muito positiva na compra.

- Blogs: em mais de uma palestra foi destacado que o Brasil é um país que gosta e acessa muito blog. É bem posicionado nos levantamentos que mostram hábitos dos usuários de internet na América Latina e também no mundo. Os dados apresentados estarão disponíveis no site do Digitalks ainda nesta semana (vou divulgar aqui), mas dá para adiantar que o que foi apresentado desmente qualquer argumento sobre o fim dos blogs por causa do Twitter ou do Facebook. Pelo contrário. Blogs ganharam fortes aliados com a chegada e popularização das duas ferramentas - para ampliar divulgação, abrir novos canais de interatividade e também para gerar novas pautas, temas para posts.

- Comunicadores instantâneos: neste contexto de mais usados, surpreendeu de certa forma a posição do Brasil no ranking sobre uso de comunicadores instantâneos tipo MSN Messenger. É praticamente o dobro em relação ao restante do mundo, de acordo com levantamento da consultoria comScore, que pesquisa apenas o uso de internet em casa e no trabalho. O estudo da comScore também será disponibilizado no site do Digitalks.

- Nichos: o investimento em nichos de mercados, segmentos muito específicos, foi outro tema muito enfatizado no Digitalks. O termo usado foi “massa de nichos”. Ou seja, mesmo que o volume de acesso possa ser baixo em relação a um site ou a um blog que trate de vários assuntos, a aposta em nichos traz vantagens comerciais porque atrai um público cativo, interessado e mais aberto a receber conteúdos e ofertas sobre o assunto que lhe interessa.

- Avaliação de ações: outro ponto importante nos debates foi a necessidade de saber como extrair novas ideias e oportunidades a partir da avaliação de números e dados gerados pelas ações realizadas na internet, no site ou nas mídias sociais. Para quem presta serviço na área de internet (agências de marketing digital, produtores de conteúdo, desenvolvedores, entre outros), dos números e dos dados podem sair também uma forma de estabelecer uma parceria diferenciada entre clientes na base do bom para ambas as partes, baseada em resultados e moldada com confiança e transparência.

- Leitor/cliente: no debate que encerrou a manhã do Digitalks, os participantes destacaram a importância de compreender o que o cliente quer e criar novos produtos e serviços a partir disso. O relacionamnto com leitor/cliente deve ser de proximidade e “afetividade”.

- Jornalismo hiperlocal e parcerias de conteúdo: o gerente de internet da RBS em Santa Catarina, Eduardo Lorea, durante debate no Digitalks, destacou a estratégia do grupo focada em sites de jornalismo hiperlocais, como o clicRBS Itajaí. Ele não falou, mas os leitores do Coluna Extra já sabem que a empresa registrou vários domínios para o lançamento de sites hiperlocais em outras cidades de Santa Catarina (leia mais aqui). Mas Lorea revelou aquela que considero a informação mais relevante do Digitalks: a RBS vai firmar parcerias com produtores de conteúdo de fora da empresa. Pelo o que entendi, será algo nos moldes do que a MTV está fazendo. A RBS não vai levar o blog para dentro do clicRBS, mas vai incluí-lo no pacote da empresa. Lorea disse que esta ação, motivada pela constatação de que a RBS na internet não pode se fechar em si, deve ser iniciada nos próximos dias com o anúncio dos dois primeiros parceiros.

- Buscas e mídias sociais: na minha opinião, estes foram os temas que predominaram nas palestras do Digitalks. E não só porque foram citados várias vezes, mas porque foram citados como parte da mesma estratégia, numa nova perspectiva para “aparecer bem no Google”. Pelos exemplos apresentados, ficou evidente o peso que a presença digital em mais de um canal ou “propriedade”, como citou a palestrante Vivian Vianna, possui atualmente, desde que mídias sociais como Twitter e, mais recentemente, o Facebook conquistaram os usuários. Para uma empresa, não basta apenas um bom site, bem resolvido e atualizado com frequência. É preciso ter contas em mídias sociais (do blog ao SlideShare, passando por Twitter, Orkut, Facebook, LinkedIn, etc.), tratados com o mesmo cuidado dispensado ao site, justamente para que possa ocupar espaço estratégico - sim, estratégico - nos sites de busca. Se a empresa fica presa ao site apenas, corre o risco de ver, por exemplo, um post do blog de um cliente insatisfeito ou um tweet com reclamação mais bem posicionados na página de resultados do Google. Por causa disso, os palestrantes destacaram a importância das empresas investirem em conteúdo de qualidade para ganhar relevância, o que inclui também um forte trabalho de relacionamento com os clientes via mídias sociais, se mostrar presente, lidar com críticas e converter a interação em recomendação.

Mais sobre o Digitalks no TISC (veja também a cobertura colaborativa) e no Acontecendo Aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário