A “zorratotalização” dos programas de esporte na TV de Santa Catarina - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

A “zorratotalização” dos programas de esporte na TV de Santa Catarina

O apresentador Tiago Leifert tem méritos, mas também tem culpa. Ao assumir o comando do Globo Esporte em São Paulo com um jeito mais MTV (descontraído e engraçadinho) de apresentar o noticiário esportivo na Globo, Leifert quebrou paradigmas, com o perdão do clichê, mas lançou(?) uma fórmula que muitos resolveram copiar, sem o mesmo resultado.

É o caso dos dois programas diários que tratam exclusivamente de esportes na TV aberta aqui de Santa Catarina, o Globo Esporte (RBS TV) e o TVBV Sports (TVBV/Band). Para os que gostam de saber as notícias de seus times de futebol ou de sua modalidade favorita, está simplesmente insuportável assistir tanto um quanto o outro. As notícias - o feijão com arroz - ficam em segundo plano diante de uma preocupação gigantesca em priorizar um conteúdo que é uma tentativa de humor, com apresentadores sem cacoete para o stand-up comedy, pautas que forçam a barra para que pareçam engraçadas/descontraídas, textos de humor duvidoso e piadinhas das quais nem claque paga daria risada.

É o que o que chamei outro dia no Twitter de a “zorratotalização” dos programas de esporte na TV de Santa Catarina, numa referência ao programa de (não)humor dos sábados à noite na Globo. Como bem lembrou meu amigo Jorge Oliveira Júnior, do Papo FC, no Twitter, jornalismo é entretenimento também. Mas só entretenimento não é jornalismo. O grande erro nestas tentativas de repetir a fórmula de Tiago Leifert é esquecer (ou ignorar) que esporte, principalmente o futebol, é um assunto onde o humor, a piada, a inticada, a tiração de onda e de sarro surgem naturalmente no boteco, na arquibancada, no trabalho, na escola e até na TV (assista, por exemplo, ao Bate-Bola e ao Sportcenter na ESPN Brasil que somam com habilidade informação, comentário e bom humor na TV fechada). Espero que o jogo vire e o esquema tático dos programas daqui voltem a escalar o bom jornalismo como titular - desejo de telespectador.
Para assistir ao Globo Esporte local e ao TVBV Sports, ligue a TV entre 12h30min e 13h no 12 e no 9 (ou no 11 e no 10 para quem tem Net). Ou ainda, assista trechos nos sites da RBS TV e da TVBV.

12 comentários:

  1. "Na TV nada se cria, tudo se copia". Chacrinha foi muito feliz em dizer isso, mas quem leva essa sentaça à risca nem sempre se dá bem.

    Concordo com a crítica e, infelizmente, a turma local está investindo pesado nesse novo "perfil".

    Uma pena, já que até o Jogo Aberto, da Bandinthians, acaba sendo "menos pior".

    ResponderExcluir
  2. Anônimo5:45 PM

    Hoje, essa de ir no zoológico atrás de um tigre e ficar falando de plantar uma figueira em Criciúma foi forçada demais. Está ficando ridículo!

    ResponderExcluir
  3. Sensacional o seu comentario Alexandre, a Suyane Quevedo além de não ter carisma é muito ruim no improviso,ja o rapaz que apresenta o tvbv esporte ao meio dia prefiro não comentar porque ainda não sei que tipo de programa eles estão fazendo se é de esporte ou humor.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo7:25 PM

    Concordo plenamente.....perdeu a caracteristica de jornalismo. Humor vai bem, mais não quando forçado.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo9:00 PM

    Procurar semelhanças com novelas, zoológicos ou até fazer a apresentadora "pagar mico" quando essa não acertar o placar é demais, foge até do Thiago Leifert partindo para o Tadeu Schimitd tentado alavancar o ibope do Fantástico... perde-se toda a graça do esporte, principalmente do futebol.
    Também não aguento essas pseudo-apresentadoras tentando dizer que entendem de futebol.
    Tá faltando competência e criatividade no jornalismo

    ResponderExcluir
  6. Anônimo9:36 PM

    eu deixei de assistir estes programas justamente por isso, o texto é ótimo. PARABENS!!!!

    ResponderExcluir
  7. É, Alexandre, a coisa tá feia mesmo!
    Muita forçação de barra, muito cacoete e pouca informação. Tem novelinha e tudo... Leifert, Escobar, Roesing... vixe! Tá difícil de ver...

    ResponderExcluir
  8. Mas o pior é o seguinte: dá audiência, e eles não vão fugir da fórmula.

    ResponderExcluir
  9. É só percebermos quem sao os gurus (ou referências) do jornalismo esportivo catarinense, recebendo gordos salários de grandes veículos de comunicação. Por aí já se tem uma noção da "terra de cego" em que vivemos...

    ResponderExcluir
  10. Tenho minhas dúvidas se dá audiência mesmo. Eu sou um e conheço gente que parou de perder tempo assistindo as bobagens do Globo Esporte. Como o Anônimo ali em cima falou, são bobagens do tipo procurar tigre no zoológico ou matéria sobre não deixar a figueira crescer (nem vi, mas me contaram). Lamentáveis.

    Outro dia vi aquele repórter de Criciúma de capacete em cima de uma obra de um prédio pra falar da "reconstrução" do time do Tigre, algo assim. Para, né? Ou aquela "novelinha", o que é aquilo? Um dia tava em casa e minha mulher me chamou pra assistir a novelinha "Uma cilada para Rafael Coelho"... acho que uns 20% dos meus neurônios apodreceram nos minutos que fiquei ali assistindo aquela bobagem.

    Quem tem TV a cabo com certeza prefere ver o programa do Faraco e do Semensati à noite na TVCOM, que eu acho bom.

    abraço.

    ResponderExcluir
  11. Bem lembrado pelo Felipe: o TVCom Esportes, apesar de às vezes replicar matérias do Globo Esporte, aposta no básico do básico, como, por exemplo, mostrar as coletivas do dia quase que na íntegra.

    ResponderExcluir
  12. Agora que o programa está sendo inteiramente feito pela RBS o negócio tá brabo mais ainda!!!! Ninguém merece.....

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário