Blog de rua - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

sábado, 7 de agosto de 2010

Blog de rua

O jornalista Antonio Rozeng, de Criciúma, leu o post com 7 ideias para novos blogs, publicado no Coluna Extra no último dia 29 de julho, e deixou o recado por causa da sugestão que fiz sobre criar um blog de bairro:

“Já tenho um blog de bairro há uns anos. Não é bem de bairro. É focado na rua onde moro, mas que respinga no bairro. Dá uma olhada em www.noticiasdaminharua.tk.”

Dei uma olhada e mandei algumas perguntas para saber do Antônio como tem sido a experiência manter um blog de rua, no caso a rua Otto Leopoldo Tiefense, localizada no bairro Jardim Angélica, em Criciúma. O Notícias da Minha Rua está no ar desde abril de 2008. Mudou algumas vezes de provedor até chegar ao endereço atual. Neste período, o blog já pautou veículos da mídia tradicional de Criciúma. “Tem jornalista que me liga perguntando se tem novidades”, conta. Por enquanto, o blog ainda é um hobby na rotina de Antônio. Mas é um “hobby sério”, como ele diz, que mantém uma atualização frequente. Abaixo, Antonio Rozeng dá outros detalhes sobre o Notícias da Minha Rua.

Coluna Extra - O que motivou a criação do blog?

Antonio Rozeng - Ainda na faculdade era “modinha” abrir blogs para dar opinião de futebol, política, e fim do dia-a-dia. Eu queria abrir um blo também, mas me achava muito moleque. Achava que só opinião não daria, teria de ter algo mais. Até que um dia sai de casa para tratar de uma pauta para um jornal local sobre uma escada mal consertada. Fui buscar fontes e fazer fotos. Fui buscar uma pauta e voltei com três. Aí veio à idéia de publicar num blog já que talvez nem todas as pautas seriam publicáveis em um jornal ou na mídia tradicional. Meu projeto de jornal da faculdade foi um jornal de bairro. Então, eu já tinha uma pesquisa previa de algumas coisas.

Coluna Extra - Qual é a sua rotina no blog?

Antonio Rozeng - Eu procuro fazer de três a quatro posts por semana. Vou no dia-a-dia. Às vezes, surgem duas ou três pautas. Não posto tudo de uma só vez. Guardo para outro dia, claro que respeitando o valor notícia. Um acidente ou algo que mereça ser postado na hora, vai na hora. Estou procurando criar seções para facilitar a atualização, como, por exemplo, a seção Animal da Minha Rua, publicada aos domingos.

Coluna Extra - O que é assunto no blog Notícias da Minha Rua? Como você se pauta?

Antonio Rozeng - Curiosidades, números, o factual, aquilo que é diferente e acontece na rua onde eu moro ou que acontece no meu bairro e interfere na minha rua, como a eleição para presidente de associação de moradores ou uma festa que movimenta as pessoas da rua de alguma forma. Sobre as pautas, é só abrir os olhos. A noticia está literalmente na esquina. No Verão, adoto outra rotina. Nas férias, vou para a praia e então faço o Noticias da Minha Rua na Praia, falando da rua da minha casa de praia ou da casa do meu pai onde veraneio.

Coluna Extra - Você pensa no blog como um canal de reivindicação dos moradores da rua com autoridades? Há um papel social, um relacionamento com prefeitura e secretarias, por exemplo?

Antonio Rozeng - Não, eu não penso nisso. Como disse, prefiro as curiosidades e nem tenho certeza de que a prefeitura ou alguém de lá acompanhe. Mas claro que pauta deste tipo é notícia e assunto para o blog. Se olhares os posts sobre a lombada, por exemplo, já rendeu boas histórias. Começou com um “barulho” do blog e ganhou força com a matéria da RBS. Os moradores ganharam, em menos de 15 dias, toda a sinalização. Depois de um ano, ele cansaram da demora da prefeitura e resolveram fazer eles mesmo a lombada. Um dia, bateram na minha porta me chamando para registrar o momento.

Coluna Extra - Seus vizinhos então conhecem, sabem, colaboram com o blog?

Antonio Rozeng - Sabem. Colaboram às vezes. Quando lancei, o blog chegou a ser notícia no Jornal do Almoço (N.E.: edição local do principal telejornal da RBS TV), o que ajudou na divulgação, a ponto de outras pessoas me ligarem pedindo para criar um blog para a rua delas. Na verdade, o que elas procuravam era a solução os problemas delas. O blog não foi criado para isso, mas para falar disso também. Eu quero as curiosidades, as histórias dos moradores, o dia-a-dia do bairro. Acho que ainda não cheguei no ponto que imagino que dá para chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário