A Copa do Twitter - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A Copa do Twitter

Em 2006, enquanto a bola rolava na Copa da Alemanha, o Twitter era apenas um site recém-lançado (em 21 de março daquele ano). Tinha outro foco, outras características e estava muito distante da popularidade que possui hoje em dia, quatro anos depois. Agora, a Copa da África do Sul entra para a história por ser a primeira a ser realizada no continente africano, mas também porque tem tudo para ser o evento esportivo de maior interatividade da história por causa justamente do Twitter.

E no anúncio dos 23 jogadores convocados por Dunga para a Copa da África do Sul já foi possível medir o “impacto” do Twitter na cobertura da Seleção em ano de Mundial. Em tempo real, a torcida pode se manifestar, comentar, xingar o técnico, questionar os nomes anunciados, lamentar os não-anunciados. A opinião da torcida apareceu instantaneamente em tópicios como Dunga, #dungaburro e Grafitte. Ou seja, não foi preciso intermediário para moderar um comentário em blog ou liberar o telefone da rádio para ouvir a opinião do torcedor. E o torcedor nem precisou ser abordado por uma equipe de TV na rua para opinar em uma daquelas enquetes tapa-buraco.

Além disso, também na convocação da Seleção ficou evidente a força do Twitter como ferramenta de interatividade entre o público e os profissionais de mídia que vão cobrir a Copa da África do Sul. O “tweettorcedor” fica mais perto de repórteres, narradores, apresentadores e comentaristas, o que, dependendo do perfil do profissional como “twitteiro”, pode significar uma tabelinha diferenciada no período da Copa, especialmente em dias mais movimentados, como o de ontem, ou em dias de jogos do Brasil. O uso do Twitter pelos profissionais que estarão na Copa pode ser conferido no live blogging/“mesa redonda” promovida pelo @copaextra e pelo @papofc por ocasião da convocação do Dunga (só clicar no play para ler os tweets). Se preferir, você pode acessar e seguir as listas @copaextra/equipecobertura e @copaextra/veiculos, que reúnem os Twitters de quem estará na Copa.

E prova do “peso” do Twitter é que até quem não vai para a Copa escolheu (ou escolheram para ele) a época do Mundial para aderir ao Twitter: @ClaroRonaldo, o perfil da operadora de telefonia Claro, “atualizado” pelo atacante Ronaldo Nazário. Diz a descrição do perfil que “até o final da Copa, o twitter oficial da Claro @ClaroBrasil será @ClaroRonaldo. Siga e acompanhe os comentários do nosso craque”. Por enquanto, muitos seguidores e poucos seguidos (o que acho sempre um erro: siga para ser seguido, mesmo se você for uma celebridade). E, claro, por ser uma ação de marketing, difícil acreditar que Ronaldo tenha mesmo virado um usuário do Twitter. De qualquer forma, “ele” escreveu hoje que “a Claro e eu somos uma equipe agora, sempre que for um tweet da Claro vai ter #claro no final, todos os outros são meus”. Veremos.

Siga @copaextra

Siga o Copa Extra, informativo sobre a Copa que criei no Twitter para escrever notas (futebol e tudo o que estiver ligado à Copa), sugerir links, comentar a cobertura, retuitar comentaristas e torcedores, dar pitacos sobre os jogos e usar ferramentas disponíveis durante o evento (como listas especiais e tweetchats, por exemplo). E @copaextra já começou: siga http://twitter.com/copaextra.

Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra

Um comentário:

Deixe seu comentário