Uma sexta-feira sem graça - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

sexta-feira, 12 de março de 2010

Uma sexta-feira sem graça



Nunca fui um HQmaníaco, mas na minha adolescência investi alguns trocados na compra de revistas como Chiclete com Banana e Circo onde conheci e aprendi a gostar da arte e do humor de Angeli, Laerte e Glauco, os grandes nomes do quadrinho brasileiro para aquela geração dos anos 80. E não fui o único, certamente, pelas muitas manifestações que pipocaram na internet hoje com a morte estúpida, brutal e revoltante do Glauco e do seu filho Raoni. Sexta-feira é um dia normalmente animado na internet. No Twitter, por exemplo, os usuários festejam a chegada do fim de semana ou se ocupam em indicar outros usuários no tradicional #FollowFriday. Mas hoje não houve clima para isso. Muito pelo contrário. E entre as manifestações em homenagem ao Glauco, além da charge do Frank aí de cima, destaco também o post do colega Gabriel Rocha, do blog Quadriteca, que aponta com propriedade o legado do pai do Geraldão, do Doy Jorge, do Casal Neuras e de tantos outros personagens.
A importância do cara para os quadrinhos brasileiras é imensa. O cartunista foi um dos responsáveis pela mudança de rumo do humor gráfico brasileiro no período pós-ditadura militar. Deixando de lado a crítica política para focar em situações comportamentais, ele acabou influenciando o trabalho de trocentos cartunistas.

Leia o texto completo no Quadriteca.
Conheça o site oficial do Glauco e confira também o infográfico da Folha Online com a trajetória do artista.

Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra

Um comentário:

  1. De todas as charges em homenagem ao Glauco que vi na internet (blog universo hq) a do Frank foi a melhor. Manteve o espírito do autor e dos personagens

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário