RT @rottoweb Ter vergonha de ser manezinho #coisasantigasdailha - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

RT @rottoweb Ter vergonha de ser manezinho #coisasantigasdailha

Atualizado às 19h10: A hashtag que foi para o TT não foi a #coisasantigasdailha, mas sim #coisasantingasdailha, com um “n” que alguém colocou entre um tweet e outro e ficou. E além de comentários sobre o assunto da hashtag, como destaco abaixo, contaram para a entrada no TT também os tweets corrigindo o erro em #coisasantingasdailha. Mas isso é o de menos para a quantidade de tweets com a hashtag correta, como dá para acompanhar também no endereço http://twubs.com/coisasantigasdailha.

[post original]

Semana passada, os comentários sobre o Berbigão do Boca, o tradicional bloco que abre o Carnaval de Florianópolis, colocaram a hashtag #berbigao entre as mais comentadas no Twitter no Brasil. E hoje, mais uma vez uma hashtag “lançada” em Florianópolis emplacou como uma das mais publicadas entre os twitters brasileiros. A hashtag #coisasantigasdailha apareceu pela primeira vez num tweet de Edneide Almeida (@neiducca), relembrando bares que já não existem mais:
@neiducca #coisasantigasdailha : bar do érico, papopalua, o espetinho, la cigalle, dizzy
Logo em seguida, motivados e inspirados pelo tweet da @neiducca, outros usuários passaram a publicar também suas lembranças de lugares, pessoas, momentos e acontecimentos históricos de Florianópolis, num clima nostálgico e espontâneo que está muito bem representado no RT (“retuite”) que usei como título deste post: vergonha de ser manezinho da Ilha é coisa dasantiga, não tem? Eu também entrei nesta saudável brincadeira. E ainda não parou: os tweets sobre #coisasantigasdailha continuam pipocando no Twitter. Acompanhe aqui.

Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra

Um comentário:

  1. Neide7:39 PM

    Ai, Xande, tô emocionada até agora! Com os tweets da moçada, com esse seu post e, principalmente, por ser a pernambucana/carioca mais manezinha (e, às vezes, bem tansa) dessa ilha que amo tanto! Incontáveis são as pessoas, lugares e coisas bacanas, e outras nem tanto, que conheci nesses meus 33 anos em Floripa. Amo muito tudo isso, não tem?

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário