O que fazer quando o estagiário faz merda no Twitter - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

O que fazer quando o estagiário faz merda no Twitter

Um estagiário do GloboEsporte.com, segundo o site de esportes da Globo.com, cometeu uma gafe agora há pouco no Twitter: usando o perfil oficial do site (@globoesportecom), o estagiário publicou um post opinativo sobre o Palmeiras. Ele escreveu:
Enfim, Muricybol pensou em barrou Edmílson, que não vinha jogando nada...
Em termos de comentário, perfeito. Edmílson, campeão em 2002 com a Seleção do Felipão, realmente não está jogando nada no Palmeiras. Mas em termos de gestão de conteúdo, sim, o estagiário cometeu uma falta para, pelo menos, levar cartão amarelo. Tanto que logo em seguida, o perfil do GloboEsporte.com publicou dois posts esclarecendo a situação. No primeiro, disse que:
Atenção - o post anterior sobre o treinador Muricy Ramalho foi um erro grave do estagiário! Que já foi chamado às falas.
E no segundo, lembrou a linha editorial do perfil do site:
Este não é um twitter opiniativo. Pedimos desculpas pelo erro.
Mas aí, quem cometeu um erro foram os editores do site. No Twitter, além do cuidado com a gestão das contas, é preciso também saber que tem a hora de piar e a hora de calar (fazer que nem passarinho na muda, que não canta). Ou seja, o melhor a fazer seria identificar e apagar o post com o erro. E se manifestar apenas se algum leitor observasse o erro. Publicando os dois posts, o GloboEsporte.com chamou a atenção dos seus seguidores para o erro cometido pelo estagiário. E aí, virou piada (clique aqui para conferir).

Não quero dizer com isso que não se deve admitir erros ou algo do tipo. Muito pelo contrário, sou totalmente a favor e praticante disso. Mas é preciso levar em conta as características de cada meio. No caso do Twitter, se é um erro deste tipo, que fere a linha editorial, em que o post precisa ser obrigatoriamente apagado, melhor é apagar o quanto antes, sem muito alarde. Isso para que não vire uma bola de neve, como está virando esta falha do estagiário, que acaba ridicularizando o uso bem feito do Twitter, como é o caso do GloboEsporte.com (neste momento, por exemplo, 22h30min, há 1h, o perfil do site no Twitter não publica nada de novo depois do segundo post sobre o erro, mesmo com jogos rolando pelas Eliminatórias da Copa, Brasileirão e Sul-Americana; ficou com vergonha?)

[Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário