Uma palinha do The Beatles: Rock Band - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Uma palinha do The Beatles: Rock Band

O site oficial dos Beatles distribuiu hoje um release a respeito da première do game The Beatles: Rock Band, que aconteceu no início da semana, nos Estados Unidos, com as presenças de Paul McCartney e Ringo Starr e de Yoko Ono e Olivia Harrison, representando John Lennon e George Harrison, respectivamente. Entre outras informações, o release dá detalhes sobre como será o game, com lançamento marcado para o dia 9 de setembro deste ano (09/09/09...).

Mais do que um game para tocar as músicas, The Beatles: Rock Band dará a chance dos fãs passarem por cada uma das fases da banda. Começa pelos shows de terminhos no Cavern Club, atravessa o Atlântico para as apresentações no programa de Ed Sullivan e Shea Stadium, voa até o Japão, grava no Abbey Road Stúdios e termina tocando no telhado prédio da Apple, em Londres. Sensacional, ainda mais depois de assistir ao trailer do game apresentado na première. O release também trouxe fotos dos acessórios que serão comercializados junto com o game e que são réplicas dos instrumentos clássicos utilizados pelos Beatles: o baixo Hofner, as guitarras Rickenbacker 325 and Gretsch Duo Jet e a bateria Ludwig (que ficou fora da foto).

Assista ao trailer do game.



[Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra.]

Um comentário:

  1. A palhinha e palinha. Fiquei em dúvida depois de usar palhinha no Twitter e neste post. Achei um texto no blog do Noblat, citando a crônica 'Palas e poses', de Ruy Castro:

    Nessa crônica ele explica a origem da expressão ´dar uma pala’, que surge do fato de pala ser um detalhe, ‘uma coisa secundária, um quase nada’. Ou seja, dar uma pala quer dizer ‘dar uma dica’, uma pista para que o outro adivinhe nosso pensamento. Para que a pista fosse ainda mais difusa, o uso quis que usássemos com freqüência ‘dar uma palinha’.

    Mas não é que pelo pouco cuidado com nossa língua temos ouvido muita gente boa dizer ‘dar uma palhinha’? Ruy Castro continua: “Não faz sentido e, questionadas sobre o porquê da ‘palhinha’, não saberão responder”.(...)


    Fiz a correção: sai palhinha, entra palinha.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário