Descaso com arquivos de O Estado - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Descaso com arquivos de O Estado

Semana passada, postei no Twitter minha surpresa ao ver o prédio do extinto jornal O Estado, na SC-401, sendo demolido. Colegas se sensibilizaram com o fato, mas o que ninguém sabia é que boa parte do arquivo do jornal permaneceu no prédio enquanto as paredes começaram a ser derrubadas, revelando um descaso sem precedentes com a história da imprensa de Santa Catarina. A descoberta é do editor do jornal Biguaçu Em Foco, Ozias Alves Júnior, que esteve no prédio na sexta-feira, dia 19, juntamente com João França, 63 anos, ex-funcionário de O Estado, e registrou em vídeo a situação na antiga sede do jornal. Eles encontraram pilhas e pilhas de arquivos (muitas fotos, contatos e negativos) espalhados pelo chão do prédio. Assista ao vídeo.



O Estado circulou por 90 anos e durante muito tempo foi o principal jornal de Santa Catarina, por onde passaram grandes profissionais, até mergulhar numa crise administrativa e financeira, aprofundada pela concorrência com o Diário Catarinense, do grupo RBS, que levou o “mais antigo”, como era popularmente chamado, à falência. E mesmo com o histórico de má gestão, confesso que o abandono dos arquivos surpreende. Uma pena.

[Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra.]

4 comentários:

  1. Realmente lamentável a situação do jornal. Isso por que o curso de Arquivologia está pra ser aberto na UFSC a partir de 2010. Ainda assim, alguém da história ou ainda biblioteconomia poderia 'cuidar' ou ao menos se interessar por salvar este arquivo de alguma forma. Apesar de a empresa ser privada, o conteúdo faz parte da história de Santa Catarina. É realmente lamentável...

    ResponderExcluir
  2. Muito triste essa notícia, xará (como vc tb sou Alexandre Gonçalves, no caso Alexandre Mauj Imamura Gonçalves rs)

    Lamentável deixar estragar quase um século de registro historico. Material riquíssimo, que documentou décadas da história de SC.

    Espero que alguma autorizade se sensibilize e organize algum projeto de recuperação desse material tão importante.

    ResponderExcluir
  3. Gente! Descaso é pouco!
    Como se não bastasse o 'duopólio' reinante, ainda deixam fazer um negócio desses?
    Olha, não sou de Floripa, tampouco catarinense, mas quando cheguei aqui e descobri um pouco da história de O Estado, achei uma tristeza ninguém aproveitar aquele espaço para alguma coisa, ou mesmo os docs.
    Que lástima!
    Estarei remetendo seu post em meu blog, dando os devidos créditos. Caso haja algum problema, basta informar, ok?
    Grata e parabéns pelo blog!
    Samira

    ResponderExcluir
  4. Questiono o fato de ser a RBS o pivô da falência. Os gaúchos apenas chegaram em terra arrasada. Aí foi até covardia. Já não existia concorrência quando o grupo do RS se instalou em SC. A própria "administração" do Mais Antigo faliu o saudoso periódico.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário