“Marinete” responde - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quinta-feira, 7 de maio de 2009

“Marinete” responde

O ator Sérgio Loroza, famoso pelo papel de “Seo Figueirinha” no programa A Diarista, na Globo, interpretou um motorista de ônibus num comercial de TV do SETUF (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis) que provocou e ainda provoca muita polêmica por levantar a bola do transporte coletivo da capital catarinense. No site Acontecendo Aqui, dois artigos colocaram lenha na fogueira: um assinado pelo jornalista Laudelino José Sardá, que considerou o comercial equivocado, e outro, do também jornalista Carlos Stegmann, assessor do SETUF, que defendeu o teor da campanha.

Agora, chegou a vez do Sintraturb (Sindicato dos Trabalhadores no Transporte de Passageiros Urbanos de Florianópolis) responder ao comercial do SETUF. E a resposta veio através de dois spots para rádio estrelados por uma personagem que lembra “Marinete”, a protagonista de A Diarista, reforçando o contraponto em relação ao conteúdo do comercial com “Seo Figueirinha”. Os spots começaram a ser veiculados agora há pouco nas rádios CBN/Diário, Regional e Band. Recebi os spots da agência Quórum e coloquei no player abaixo. Clique no nome do arquivo para ouvir.



[Siga as atualizações do Coluna Extra pelo Twitter: http://twitter.com/colunaextra.]

2 comentários:

  1. De um ponto de vista estritamente de comunicação publicitária (porque de transporte coletivo não entendo nada): a campanha de rádio não é, tecnicamente, uma resposta à campanha do SETUF. O alvo do Sintraturb parece ser o usuário. A campanha do SETUF tem como alvo, obviamente, os "influenciadores".

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:32 PM

    Foi uma das piores campanhas publicitárias que já vi, tanto no conteúdo quanto na forma. Pior ainda foi o slogan "quem conhece, se surpreende", algo vago, que permite várias interpretações. O Setuf levantou a bola, para o Sintraturb chutar: se surpreende com ônibus lotados, com a incapacidade de gestão do transpote coletivo, etc. E a relação com o Figueirinha, essa sim, foi muita boa, e deve ter custado bem menos do que a anterior.
    A campanha do SETUF é um bom exemplo para mostrar que não é com publicidade (ou somente com ela) que se convence a população,mas sim com bons serviços prestados.
    Pelo jeito, Sérgio Loroza, que vai estar nesta semana em Florianópolis para a 3ª Mostra Brasil de Cinema, na Lagoa, "queimou o seu filme" na cidade.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário