A hora e a “voz” do Gengibre - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

A hora e a “voz” do Gengibre

Nesta terça-feira, vou encarar uma fila interminável para chegar ao estádio da Ressacada para conferir o jogo que pode (deve!) confirmar a vaga do Avaí na série A em 2009. Vou aproveitar a ocasião para estrear oficialmente no Gengibre, site de microblogging em áudio que permite “postar” através do celular. Para simplificar: o site está sendo chamado de “Twitter de voz”, já que também serve como rede social. E o que vou fazer é contar o que considerar interessante enquanto estiver na fila e depois, direto do estádio, antes, durante e depois do jogo.

No ar desde o dia 17 de outubro, o Gengibre é uma criação do VJ da MTV Cazé Peçanha e de Rodolfo Sikora (do site iJigg), com o patrocínio/suporte da operadora Claro. Fiz um teste hoje e fiquei impressionado com a rapidez com que a mensagem foi publicada. Funciona assim: depois de criar o perfil, o usuário escolhe um número de uma lista de telefones separados por estado. Para postar, basta ligar do seu telefone para o número referente ao seu estado, ouvir as instruções do Cazé, ouvir o bip e pronto: está feito (e publicado) o post em áudio. Lembra uma secretária eletrônica? Sim e com a possibilidade de você poder escolher se o post será público ou privado. O custo é de uma ligação local para celular.

Os assuntos tratados pelos usuários do Gengibre, como era de se esperar, são os mais variados. Já ouvi relatos do dia-a-dia até cobertura de eventos e registro de problemas no trânsito, por exemplo. E assim como outros sites, o Gengibre permite colocar tags, seguir outros “gengibreiros” e receber avisos por e-mail.

Para quem quer fazer do Gengibre uma ferramenta para o seu blog, que é o meu caso, o site gera um endereço embed, como os vídeos do YouTube, para ser colado no blog (por post ou por perfil). Outra facilidade importante é que o serviço também está integrado a outros sites, como o Twitter, por exemplo. É o caso do meu perfil. Sempre que fizer um boletim no Gengibre, uma notificação padrão será publicada no meu perfil no Twitter já com o link para a gravação.

O meu perfil no Gengibre ainda está vazio. Para conhecer um pouco mais como funciona, sugiro visitar os perfis do próprio Cazé e da Rosana Hermann, do blog Querido Leitor e do programa Atualíssima (Band).

(E amanhã, aviso como acompanhar meus posts a caminho da série A, quer dizer, da Ressacada :)

Um comentário:

  1. K.ferraz11:47 AM

    Bom Post.Mal me adaptei ao Twitter e já tem mais essa.

    Dá-lhe Avaí.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário