Faça o que eu digo... - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Faça o que eu digo...

Depois de escrever sobre as compras que seguranças da filha do presidente Lula fizeram no Camelão, ali em São José, usando cartão corporativo, o amigo Lúcio Lambranho publica hoje no Congresso Em Foco uma reportagem que promete gerar polêmica. De acordo com o Ministério do Trabalho, a fazenda Campo Aberto, que pertence ao pai de Ayrton Senna, mantinha 82 trabalhadores em condição análoga à de escravo.

Escreve o Lúcio:
“Servidão por dívidas e restrição à liberdade dos trabalhadores. Aliciamento irregular para trabalho temporário. Alojamentos e refeitórios sem as mínimas condições de higiene. Ausência de equipamentos de proteção individual e pulverização aérea de agrotóxico sobre os trabalhadores.

Essas irregularidades foram encontradas nas 621 ações de combate ao trabalho escravo do governo federal que libertaram mais 27 mil trabalhadores em todo o país desde 2005. Mas um desses casos, desconhecido até então, desperta a atenção por envolver uma família que tem o seu nome associado exatamente à responsabilidade social.”
Leia a reportagem completa.

Tags:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário