...e nas cifras, a internet - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

...e nas cifras, a internet

Em 2008, faz 20 anos que ganhei meu primeiro violão, um modelo Seresta, que ainda “vive”, afinado, lá na casa de praia da minha família (é esse da foto). Quando comecei, com 15 anos, fiz alguns meses de aula e depois acabei aprendendo por conta própria, tocando em casa e com amigos, com o auxílio das revistinhas de músicas cifradas. Até aprender a tirar as músicas de ouvido, gastei um bocado de dinheiro comprando essas revistinhas, muitas vezes por causa de uma, duas ou três músicas que conhecia e queria tocar. Hoje, com grande satisfação, vejo meu filho Vitor dar seus primeiros passos no violão e aprender cifras e músicas numa velocidade espantosa. E os sites de cifras têm contribuído muito para isso. Dia desses, ele tocou um trecho de uma música e disse que não sabia qual era. Eu disse que parecia “Meu Erro”, do Paralamas. No dia seguinte, cheguei na sala e ele estava tocando a música.

- Já estás tocando essa?
- É, peguei na internet.

Se os jornais vão acabar por causa da internet? Não sei, acho difícil. Mas as revistinhas de música, com certeza - estão a caminho. Não é por acaso que o espaço para essas publicações nas bancas é cada vez menor (já vi em algumas bancas o “setor de cifras” reduzido a duas pilhas com dez exemplares). E entre os muitos sites de cifras disponíveis, recomendo o Cifra Club, já citado aqui. É bem organizado e possui algumas facilidades para quem está começando a tocar (não só violão como guitarra, teclado e cavaquinho).

Tags:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário