Pode entrar que a rádio é sua, literalmente - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Pode entrar que a rádio é sua, literalmente

Dia desses anotei uma idéia para um post: quais são os canais que as emissoras de rádio aqui de Florianópolis utilizam para interagir com a audiência? Constatei numa rápida pesquisa uma tendência de uso das chamadas “comunidades oficiais” no Orkut como a principal ferramentas para que os ouvintes deixem recados e pedidos de música, como nesse caso.

Acabei nem escrevendo sobre o assunto e hoje, depois de ler um ou outro comentário a respeito, fui conferir o lançamento do RadarCultura, projeto inovador da Rádio Cultura AM, de São Paulo, que dá uma nova perspectiva para a participação efetiva dos ouvintes na programação da emissora. Longe desse esquema das “comunidades oficiais”, o site é feito de forma colaborativa pelos internautas e o que é pedido/mais votado ali vai para o ar em um programa diário, a partir das 20h. Criado por Juliano Spyer e André Avorio, o projeto prevê que, em breve, toda a programação da emissora seja feita assim, de forma colaborativa.

Eu entrei lá, fiz meu cadastro, opinei, sugeri, votei e virei fã. Para começar, a qualidade de transmissão da emissora pela internet é de tirar o chapéu. E o site, muito prático, rápido, sem frescuras. Depois de preencher um formulário simples e criar seu nome de usuário, o ouvinte/internauta poderá participar nas seguintes áreas, conforme indicação do blog do projeto:
Música: o RadarCultura tem um grande acervo de músicas. Se sua escolha estiver nesta lista, é só pedir e fazer uma campanha para que os outros ouvintes-internautas votem em sua sugestão. Se a música que quiser ouvir na rádio não estiver entre as opções disponíveis no site, mande um e-mail para a equipe do RadarCultura. Na seção Música, você escolhe e vota nos títulos que quer ouvir. Na seção Playlist, monta sua seleção de músicas e vota nas opções já publicadas no site.

Podcast (gravações em áudio, de todo tipo): os arquivos de áudio ficam disponíveis para todos os internautas e os mais votados também podem ir para o ar, no programa de rádio. Vale uma história, uma piada, uma entrevista, um trecho de música.... O que conta é a imaginação. E, para tocar na rádio, o que conta é a opinião dos ouvintes/internautas – que podem votar e comentar cada um dos podcasts.

Conversa (dicas, broncas, debates, notícias e pautas para programa): nesta seção, você pode trocar idéias no site e sugerir pautas para o programa de rádio – pode ser sugestão de programa, matéria ou entrevista. As dicas, broncas, debates e notícias mais votados e comentados no site também vão fazer parte da programação da rádio.
E como curiosidade, a participação no RadarCultura motivam ações (ou campanhas, como diz o texto do blog do projeto) em outros ambientes. Por exemplo, nesse primeiro dia, eu participei de campanhas no Twitter para que uma determinada música recebesse mais votos para ser tocada – o que torna a participação ainda mais divertida para quem gosta de música, rádio, internet (não necessariamente nessa ordem).

O endereço do Radar Cultura é www.radarcultura.com.br. E como diz o slogan do projeto: pode entrar que a rádio é sua.

Tags: , ,

2 comentários:

  1. Anônimo1:42 AM

    legal ver que a rádio teve boa repercursão, estava lá no lançamento hoje, ótimo projeto!

    ResponderExcluir
  2. olá alexandre, obrigado pelo post. espero que voce nos mantenha informados das suas experiencias pelo Radar. grande abraço

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário