Brasa para a “sardinha blogueira” (de olho em 2008) - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Brasa para a “sardinha blogueira” (de olho em 2008)

Nas discussões em torno da campanha publicitária do Estadão, que rolou em agosto e que tirava sarro e questionava os blogs como fonte de informação, li em algum lugar (infelizmente não lembro onde) um comentário que me chamou a atenção: os blogs do Estadão não se comunicam com a blogosfera, isto é, não linkam blogs que não sejam os do próprio portal. Fiquei com aquela observação na cabeça e pensei no seguinte: diante do avanço e da consolidação dos blogs, para um portal de notícias, é mais interessante criar seus próprios blogs ou vale mais a pena criar uma estratégia de relacionamento com blogs de fora do portal? Desde então, me convenço cada vez mais de que a segunda alternativa é a melhor.

E cito dois exemplos. O primeiro é a parceria do Interney Blogs com o iG (na hora do portal são exibidos destaques dos blogs e nos blogs, é exibida uma barra e um banner do iG no topo da página). O segundo exemplo é mais recente. Trata-se do Blogamos, iniciativa do portal Vírgula, ligada à Jovem Pan, que juntou blogs independentes e de diferentes perfis e estilos numa mesma página. E em troca, os blogs colocam uma barra do Vírgula no topo da páginas.

Ainda que em escala menor, não deixa de ser o mesmo conceito do +D1, que retornou em 2007, numa parceria minha e do colega Rodrigo Lóssio. Lá, reunimos blogs e mostramos o título, um trecho inicial e o link para o post do blog participante, que em troca insere um selo do projeto em sua página. A diferença para a parceria iG/Interney e o Blogamos é que o +D1 não tem vínculo com nenhum portal, por exemplo. Mas poderia (ou poderá) ter. Nada impede, claro. Afinal, o objetivo principal do +D1 é dar visibilidade aos blogs de Santa Catarina. E uma parceria com um site ou um portal poderia contribuir para isso (dentro dos critérios e princípios do projeto).

Nessa tendência de estreitar a relação entre blogs e portais, eu até apresentei uma proposta inicial para desenvolver uma estratégia de marketing de relacionamento entre um site e a blogosfera. Basicamente, a idéia consiste em formatar uma área de links para blogs em local de destaque no site e estabelecer uma estratégia de relacionamento para a troca de links (via conteúdo, preferencialmente) ou RSS. Isso tudo com o objetivo de dar visibilidade também ao site entre blogs, criando um novo canal de divulgação, e, ao mesmo tempo, contribuir para o aumento quantitativo e qualitativo da audiência. Infelizmente, não sei exatamente por quais razões, o projeto não foi adiante. Mas sigo na perspectiva de colocá-lo em prática. É um dos projetos para 2008.

Tags:

Um comentário:

  1. Rodrigo Lóssio11:40 AM

    Fala Alex! Boa discussão. Coloco em pontos:

    - Penso que os portais de notícias devem atacar nas duas frentes. Criar seus próprios blogs e se relacionar com a blogosfera de forma direta. Gosto do conceito blog da Redação - na Exame funciona bem; no DC, o blog de verão e um outro sobre mães são muito bons. A estratégia de criar as comunidades de blogs ligando a portais é tb interessante, pois um acaba creditando o outro. Os públicos acabam se confundindo - um leitor de um portal passa a ser leitor de blogs. O leitor de blogs passa a ler portais. Acho bem pertinente e relevante.

    - Vincular o +D1 a um portal pode ser uma boa, mesmo. Podemos avançar no momento que profissionalizarmos o +D1 como ferramenta e negócio. Mas falta maturidade ao mercado local para vislumbrar esta possibilidade. E é preciso, também, elevar o nível dos nossos blogs para que essa alternativa se torne viável. E nisso incluo o meu próprio.

    - No mais ainda defendo que blog institucional deve estar dentro do site da instituição. Exemplos como o da Praesto - www.praesto.com.br são interessantes. Ou então a instituição ser o guarda-chuva de blogs institucionais, de desenvolvedores, de diretores, etc, como IBM, Microsoft. E, a partir destes, deve se dar o relacionamento com outros blogs, com a blogosfera, participando ativamente, propondo discussões conjuntas, linkando e sendo linkado.

    That´s all!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário