“O Ira! vai continuar” - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

“O Ira! vai continuar”

Depois de toda a confusão provocada pelas declarações do vocalista Marcos “Nasi” Valadão, muitos fãs do Ira! já davam como certo o fim da banda - até o site da banda saiu (e está) fora do ar. Mas no final da tarde de hoje, Edgard Scandurra (guitarrista), André Jung (baterista) e Ricardo Gaspa (baixista) divulgaram um comunicado no qual afirmam que o Ira! continua. Scandurra, autor de cerca de 90% do repertório da banda, passa a acumular a função de vocalista. Abaixo, o comunicado divulgado pelo Ira!.
Comunicado oficial do IRA!

Em virtude das dúvidas e incertezas suscitadas pelas seguidas declarações, documentadas na mídia impressa e eletrônica, na qual o cantor Marcos Valadão, também conhecido como “Nasi” anuncia seu desligamento do grupo, nós; Ricardo Gaspa, contrabaixista, Andre Jung, baterista e Edgard Scandurra, guitarrista, declaramos que:

Em respeito aos nossos milhares de fãs, aos nossos familiares, ao nosso agente, nossa gravadora, nossa equipe técnica e seus familiares, o IRA! vai continuar.

Cumpriremos todos os compromissos profissionais anteriormente assumidos, continuaremos a bem sucedida turnê do álbum
Invísivel DJ, obra que muito nos orgulha e que se encontra no início de sua divulgação.

A tristeza e a dor que esse momento provoca nos faz mais fortes e aguerridos.

Com quase 26 anos de estrada, sabemos que a garantia da continuidade do grupo sempre residiu na conduta democrática que, independentemente da circunstancial popularidade, ou do papel desempenhado, garantiu direitos, deveres e receitas iguais para todos os membros.

A vontade da maioria sempre prevaleceu sobre interesses individuais.

Ficar ou sair é uma decisão de foro íntimo, mas é uma decisão absolutamente individual, a continuação do grupo é uma decisão coletiva.

Em diversos momentos na nossa história tivemos que nos apresentar em shows sem que um integrante estivesse, por um motivo ou outro, presente.

Em nenhum dos shows citados, o público deixou de comparecer ou se entusiasmar com a força do repertório, ou a performance dos que se apresentaram então.

Essa é a certeza que temos de que nossa continuação será plena de energia criativa e que novas belas páginas serão escritas na obra do IRA!

Quanto aos problemas pessoais pelos quais está passando “Nasi”, estamos certos que, com a ajuda de seus familiares, ele os superará.

Repetindo a máxima do nosso metier: o show tem que continuar.

Paz, Amor e IRA!

Grupo Ira!
Como fã da banda, estava em dúvida se continuar sem um dos fundadores seria a melhor decisão a ser tomada. Mas acredito que continuar sem Nasi tem lá sua coerência com a história da banda - na raça e com base na fidelidade mútua entre banda e público -, mesmo que a formação com Scandurra também nos vocais seja apenas para cumprir a agenda de shows já marcados. Espero que vá além.

Tags:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário