Profissão: Surfer (de internet) - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Profissão: Surfer (de internet)

Não costumo publicar anúncios de emprego aqui no Coluna Extra, mas abro exceção para uma oportunidade divulgada na lista dos leitores do site Jornalistas da Web:
A WeShow Brasil está contratando surfers para selecionar os melhores vídeos do mundo. Se você é jovem, inteligente e sabe onde encontrar as grandes pérolas da internet, esta vaga tem a sua cara. É crucial escrever bem e ter fluência na língua inglesa. Vagas para o Rio de Janeiro. Remuneração: R$ 1.000 (CLT); benefícios: VT + VR; carga horária: 44 horas semanais. Currículos devem ser encaminhados para surfer@weshow.com.
É um exemplo do tipo de trabalho e de profissional que, em tempos de organização de conteúdo, a internet tende a precisar cada vez mais. E tende a ser cada vez mais comum. Se vale para vídeos, como o caso do WeShow, vale para texto também em grande ou pequena escala. Por exemplo, eu poderia contratar um surfer para vasculhar a internet atrás de informações sobre franchising para publicar no Franquia Notícias (não mande currículo ainda; breve, quem sabe :))).

Tags: ,

Um comentário:

  1. Rodrigo Lóssio1:23 AM

    Fala Alexandre. Creio que vai se tornar cada vez mais comum. Em parte, isso já é feito por jornalistas como um dos serviços de assessoria de comunicação digital - ir clipando notícias que sejam de interesse do negócio ou atuação do cliente.

    Se for só para replicar conteúdos, basta inserir uns RSSs no site ou ainda usar um Google Alerts para buscar notícias e inserções na web de assuntos ligados a algum assunto em específico. Faço isso há algum tempo com alguns clientes.

    Acredito que este tipo de trabalho não deve se tornar uma atividade única e exclusiva de um profissional. Surfer vai ter que ser uma característica de profissionais que desenvolvem conteúdo para web, sejam jornalistas ou não. Para esta vaga aí, 44 horas, R$ 1.000 no Rio de Janeiro é vaga para estudante de primeira fase noturno de Comunicação Social, Letras ou Biblioteconomia, só pode.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário