Para efeito de comparação - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

terça-feira, 15 de maio de 2007

Para efeito de comparação

Coluna De Olho na Capital, de Cesar Valente, publicada no Diarinho, no dia 8 de maio de 2007:

O “clipping” do Juju

(...) Pois o arquiteto Alfred Biermann se dedica a fazer, desde março de 2006, um “clipping” com notícias sobre o vereador Juarez Silveira. A impressionante coleção de notas e recortes (nem todas favoráveis, é claro) está disponível na internet, no endereço vereadorjuju.blogspot.

(...) O problema é que, como a memória do povo é fraca e a turma é distraída, sai uma notícia hoje, outra depois de amanhã e quando sai a terceira, dali a um mês, todo mundo já esqueceu. Nos blogs do Alfred a coisa tá reunida e dá pra ler na seqüência, juntando lé com lé e cré com cré.(...)

O Alfred é um estudioso das maracutaias da construção civil de Florianópolis e já lançou livros falando desse problema crônico. Um deles sintomaticamente intitulado “A indústria da corrupção civil”.
Coluna de Cacau Menezes, publicada no Diário Catarinense, no dia 15 de maio de 2007:

O blog do Juju

Leio na internet que o arquiteto Alfred Biermann se dedica a fazer, desde março de 2006, um clipping com notícias sobre o vereador Juarez Silveira. A impressionante coleção de notas e recortes (nem todas favoráveis, é claro) está disponível na internet, no endereço vereadorjuju.blogspot.com.

O problema é que como a memória do povo é fraca e a turma é distraída, sai uma notícia hoje, outra depois de amanhã e quando sai a terceira, dali a um mês, todo mundo já esqueceu. No blog do Alfred a coisa tá reunida e dá pra ler na seqüência, juntando lé com lé e cré com cré.

Alfred é um estudioso das maracutaias da construção civil de Florianópolis e já lançou livros falando desse problema crônico. Um deles sintomaticamente intitulado A Indústria da Corrupção Civil.
“Leio na internet” não é uma senha que dá direito de copiar e colar um texto de um site ou blog, ainda mais quando for para uso comercial. Por que não reproduzir a nota com crédito ou citar a fonte e reescrever a informação com as próprias palavras? Reproduzir o que chega por e-mail sem checar a origem, supondo ter sido esse o caso, também não é uma boa idéia. E o pior: a nota copiada não é “da internet”. É de um jornal impresso concorrente, o Diarinho, onde a coluna é publicada. E está disponível na internet no formato de blog por iniciativa de seu autor.

Tags:

3 comentários:

  1. Até quando alguns jornalistas irão continuar confundindo ética com etiqueta (e vice-versa)?

    Vergonhoso isso..

    ResponderExcluir
  2. Hehehe. Tem muita gente (não é o caso do Cacau, com quem ainda não falei para saber o que houve) que quando o autor copiado vai reclamar, sai-se com coisas como esta: “meu amigo, isto é uma homenagem à qualidade do teu trabalho, não devias te queixar, porque se não fosse bom eu não copiava”.

    ResponderExcluir
  3. Cabral5:06 PM

    não sei pq lembrei da coluna do Miltinho no mais antigo....

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário