Paródias criativas - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

terça-feira, 24 de abril de 2007

Paródias criativas

Reparou que a paródia está em alta na publicidade brasileira, especialmente nas campanhas voltadas para o segmento automobilístico? Para começar, tem a paródia de uma banda “das antiga” com The Uncles, na campanha da agência TBWA para o lançamento do Nissan Sentra. No início, achei que a agência colocou a campanha em risco quando exagerou na criação de um “passado” para a banda. Até verbete na Wikipedia escreveram. Mas depois, fui obrigado a relevar esse “detalhe” porque o jingle “Será que é pra mim?” é simplesmente genial. Ou você ainda não ouviu alguém cantarolando o refrão “não tem cara de tiozão”? A música pegou e, sem exagero, já é um hit da mesma qualidade e proporção que aqueles jingles antigos como o “Pipoca com Guaraná”, por exemplo. A referência aos Beatles nos nomes dos integrantes da banda (João, Paulo, Jorge e Bingo) é meio boba, mas incluir no repertório uma música chamada “S.O.S”, com “influência” escancarada de “Help!”, tem lá sua graça.



Tem também a paródia, criada pela agência AlmapBBDO para a Volkswagen, que usa o filme “Forrest Gump” como base, recriando cenas e colocando o personagem contador de histórias ao volante. A produção é caprichada e acaba sendo divertido ver Forrest trocando a corrida a pé - no filme - por um novo Golf - no comercial. O texto mistura com qualidade diálogos do filme com informações sobre o prazer de dirigir, mote da campanha. Um dos grandes comerciais do ano, para ver e rever.



Por fim, tem a campanha “Verdades sobre o Gol”, também criada pela AlmapBBDO e que é uma paródia da lista de 100 fatos sobre Chuck Norris (deixa ele saber disso...), que fez grande sucesso na internet no ano passado. E é na internet que está o grande barato da campanha. O blog www.verdadessobreogol.com.br recebe a colaboração de leitores (fãs do carro), que enviam sugestões de fatos que mostram que o Gol é “resistente de verdade”. Os que são publicados passam pelo crivo dos outros leitores que podem votar e eleger quais são os melhores. Nisso, aparecem “fatos” como “o Gol não canta pneu; o asfalto é quem grita de medo”.

Tags:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário