Papelão - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Papelão

O Teatro Álvaro de Carvalho não é um lugar qualquer. É simplesmente um dos mais antigos e bonitos teatros do Brasil, com seus mais de 130 anos de existência. E para os moradores de Florianópolis, o teatro, ainda que pouco aproveitado, também é uma ilha em meio ao deserto cultural que é o centro da cidade (os antigos cinemas, por exemplo, viraram templos evangélicos e agora estão abandonados). Mesmo com toda a sua importância, o TAC está sendo vítima de um grande equívoco (para usar um termo educado): parte do estacionamento que fica ao lado do prédio será transformado pela Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Comcap, em ponto de coleta do lixo reciclável recolhido pelos catadores de papel. A medida não leva em conta qualquer noção estética nem preocupação em valorizar aquele espaço histórico (ao lado também de uma praça). Na verdade, a decisão não surpreende e mostra que estética e valorização do nosso patrimônio não é o forte da Prefeitura. Basta lembrar o resultado da reconstrução da ala norte do Mercado Público após o incêndio que destruiu o local no ano passado. Internamente, a ala ganhou um aspecto mais de camelódromo do que mercado municipal, infelizmente.
Para saber mais sobre o Teatro Álvaro de Carvalho:
Uma pequena história de um grande palco
Tags:

Um comentário:

  1. Vou ser menos polido, se você me permite: quem será que teve essa idéia de jerico? Aliás, o estacionamento pago - outra aberração - do Centro Integrado de Cultura agora custa 4 reais depois das 18h. Se você estiver com pouca grana, tem que escolher entre estacionar ou comprar a meia entrada do cinema.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário