Violência gratuita - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006

Violência gratuita

Na semana passada, durante uma manifestação no Terminal Central de Florianópolis, a Polícia Militar prendeu e agrediu covardemente o repórter-fotográfico Cláudio Silva, que estava lá exercendo sua profissão. No dia seguinte, Sarará, como é conhecido pelos colegas, foi vítima de uma segunda agressão: foi demitido por justa causa pelo Diário Catarinense, jornal onde trabalhava, com base na informação de que o teste do bafômetro teria indicado que ele estaria “tecnicamente embriagado”, de acordo com a Polícia Militar.
Leia mais sobre o episódio envolvendo a prisão, agressão e demissão do repórter-fotográfico Cláudio Silva
Hoje, ao ler a coluna De Olho na Capital, do jornalista Cesar Valente, publicada pelo Diarinho, me deparei com outro exemplo de agressão gratuita, coincidentemente cometida pela PM também contra um jornalista, o professor Nilson Lage, de 70 anos, com o qual tive aula no curso de jornalismo da UFSC. Segundo Valente, Lage não estava se sentindo bem e parou o carro para descansar. “Alguém ficou com medo daquele carro parado e chamou a polícia. Que já chegou supondo que o senhor aquele fosse um perigoso meliante. E, como a polícia não sabe mais conviver com seres humanos normais, que conhecem seus direitos e querem saber o por que das coisas, preferiu encher o pobre do Nilson Lage de porrada em vez de conversar”, escreve. Machucado, Lage foi levado preso e liberado após pagamento de fiança.

Até o momento, não houve qualquer manifestação do secretário de Segurança sobre a truculência dos policiais nos dois casos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário