Agora só em 2006... - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

quarta-feira, 5 de outubro de 2005

Agora só em 2006...

Com a derrota de ontem por 3 a 0 para o Santo André, o Avaí deu adeus a qualquer fiapo de possibilidade de subir para a série A. Na verdade, a maioria dos torcedores sabe que o time foi longe demais na série B deste ano. O negócio é pensar em 2006. Para isso, reproduzo abaixo o que meu amigo Renato Pacheco, que dividia comigo a criação dos “jornais falados” nos tempos de estudantes do Instituto Estadual de Educação, escreveu numa das comunidades sobre o Avaí existentes no Orkut. O texto, com dicas para a formação do time para 2006, mistura bom humor e indignação. Como torcedor do Avaí, assino embaixo.

Dicas para contratar jogadores
por Renato Pacheco

1) Quantidade x Qualidade: Calcula-se a o valor da folha de pagamento e divide-se por 22. Nada de plantéis com 300 jogadores. O barato sai caro.

2) Se contratarem o Roberto Cavalo, tirem ele na última rodada. Ele vai inventar...

3) Evitem contratar ex-jogadores do Figueirense. No fim das contas, não vale o benefício da dúvida.

4) Teste das embaixadas: Antes de assinar o contrato, peça para o atleta fazer 20 embaixadas (pianinhos) com a bola. Teríamos evitado muitas dores de cabeça nessa série B.

5) Cada cartão vermelho desnecessário é multa de 80% do salário.

6) Cláusula contratual: Após 35 minutos do segundo tempo, com o resultado favorável, é proibido dominar a bola na defesa (deve-se utilizar chutões).

7) Se for meia atacante, deve ter feito ao menos 3 gols na carreira em campeonatos profissionais.

8) Contratar um atleta que saiba bater um escanteio que chegue na marca do pênalti.

9) Contratar um técnico que forme um cobrador de faltas (é só treinar).

10) Teste do domínio de bola. Bate-se um tiro de meta e o contratado deve dominar a bola no meio de campo num raio de no máximo 4m. Poderíamos ter evitado o Fábio Oliveira (atacante, artilheiro do time na série B).

11) Pênalti se bate com força. Se bater colocado e perder, multa e contrato rescindido.

12) Meio das pernas e meia lua são dribles extintos no futebol. Analisar os vídeos dos jogadores. Se tomaram dribles dessa natureza nos últimos 5 anos, não devem ser contratados.

13) Gols contra atrapalham: analisar os vídeos dos jogadores. Se fizeram essa merda (de forma bizarra) nos últimos 5 anos, não devem ser contratados. Acidentes não devem ser considerados.

(Além de analista do Tribunal Regional Eleitoral, Renato também é músico, integrante da banda UX, para a qual estou devendo um projeto de criação de um blog-site.)

Um comentário:

  1. Nessas horas me dá uma alegria inenarrável NÃO torcer para o Avaí. Aliás, eu sou um sujeito feliz, pq não torço nem pelo Avaí nem pelo Figuerense. Posso ser feliz em todos as quarta-feiras e finais de semana do ano.

    Uma curiosidade que eu tenho: pq o time se chama Avaí?

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário