Eu espero (desespero) - Coluna Extra

Primeiro Digital - o blog do jornalista Alexandre Gonçalves

Destaques do site Farol Reportagem

Destaques do Laranjas - A verdade até as primeiras consequências

segunda-feira, 5 de setembro de 2005

Eu espero (desespero)

Sei que se esperar
Eu não vou ter mais o que esperar
“Espere um minuto”
Eu espero muito, mas não dá

Até o tempo voa
Quando eu penso em ter
O que eu não tenho
O tempo voa quando eu penso em você

Eu espero
Eu espero
Eu espero

Eu espero
Desespero
Eu espero

Quem espera sempre alcança
E não morre a esperança
De um dia por a bola em jogo

A esperança é eterna
Desde o homem das cavernas
Quando tudo era movido pelo fogo

Tudo era movido pelo fogo
Tudo era movido pelo fogo

“Eu espero (desepero)” é uma música que fiz há uns 12 anos. Nasceu num sábado à tarde. A idéia veio de uma música da Jovem Guarda, chamada “Tijolinho”, gravada por Bobby Di Carlo, que começa assim: “sei que se esperar mais um pouquinho / meu amor e meu carinho a você vou dar / sem me arrepender”. O que eu fiz foi pegar o “sei que se esperar” e dar a minha opinião sobre o que pode acontecer quando se espera por uma resposta, por um encontro, enfim. Ainda assim, termina de forma otimista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário